Mais segurança – trânsito

Escrito por Bruno Riggs em . Publicado em Dicas

Mais de 40% de todos os acidentes de bicicleta envolvem uma colisão com outro veículo como um carro, um ônibus ou um caminhão.

Na maioria das vezes, os condutores de outros veículos, não vêem claramente os ciclistas na estrada e no processo, inadvertidamente batem. Alguns cenários comuns onde veículos atingem uma bicicleta são as seguintes:

  • Um carro, caminhão ou ônibus fez uma curva à esquerda na frente da bicicleta ou de repente invadiu o caminho tomado pela bicicleta.
  • Um veículo ultrapassa uma bicicleta e não dá espaço suficiente (1,5m) à bicicleta para passar com segurança e provoca a queda do ciclista.
  • O condutor do outro veículo se recusa a ceder o direito de passagem para a bicicleta.
  • O veículo, de repente entra na entrada de uma garagem.
  • Um motorista em excesso de velocidade ou embriagado podem não notar uma bicicleta e é tarde demais para reagir. Vale também para ciclistas, que provavelmente não vão estar em alta velocidade de bike, mas com certeza irão fazer besteira estando bêbados pedalando.

Outros tipos de acidentes de bicicleta são simples acidentes onde nenhum outro veículo envolvido. Alguns cenários comuns que levam a um único acidente de bicicleta-crash são as seguintes:

  • Um defeito na estrada como buracos e estradas irregulares podem fazer um ciclista perder o controle da bicicleta.
  • Condições climáticas como chuva, nevoeiro, neblina e neve pode causar baixa visibilidade e estradas escorregadias.
  • restos na estrada como pregos e parafusos podem perfurar os pneus da bicicleta, enquanto a areia na estrada pode torná-la escorregadia o suficiente para causar uma queda da bicicleta.

Para evitar acidentes de bicicleta, ciclistas são aconselhados a seguir as seguintes orientações: obedecer à lei.

  • Use um capacete. 95 por cento de vítimas mortais em acidentes de bicicleta são causados por ferimentos na cabeça e cérebro.
  • Use cores brilhantes, este pode aumentar a sua visibilidade, especialmente à noite.
  • Utilize dispositivos de iluminação nas bicicletas. Ter luzes de cabeça (e/ou frente) e traseiras para aumentar a sua visibilidade para os motoristas.
  • Manter sempre uma distância de pelo menos 1 metro de meio-fio e outros veículos.
  • Pedalar com o tráfego. Alguns ciclistas acreditam que pedalar contra o tráfico é mais seguro, pois eles podem ver os veículos que se aproximam. Isso pode ser verdade, mas do outro lado isto não acontece. O ciclista pode ver o tráfego chegando, mas o tráfego próximo não pôde ver o ciclista. É melhor ser visto, pois o carro é o mais forte e o motorista é quem deve evitar bater no ciclista.
  • E para isso ele precisa ver o ciclista.

No caso de um acidente de bicicleta, um ciclista pode seguir as seguintes dicas:

  • Obtenha ajuda médica – Cabeça e lesões cerebrais podem não ser sentidas imediatamente após o acidente, é sempre uma boa idéia examinar a vítima após um acidente para descobrir lesões ocultas.
  • B.O com a polícia – Mesmo que a vítima tenha sofrido ferimentos menores, a polícia ainda deve ser avisada e uma cópia do relatório de acidente obtida. Ela realmente vai ajudar na constatação de ferimento pessoal e ajudar a pedir o seguro obrigatório.
  • Reúna evidências – tomar conhecimento de todas as informações do acidente e tirar fotos da cena.
  • Converse com um advogado – Um advogado deve ser capaz de ajudar em qualquer ação judicial contra o devedor e sua companhia de seguros.

Bom pedal.

Tags:, , ,

Trackback para o seu site.

Bruno Riggs

Bruno do Nascimento Santos Pereira possui graduação em Sistemas de Informação pela Faculdade Hélio Rocha. Bruno Riggs